Indústria química - 14/05/2020

Evonik recebe certificação de alimentos para o carbonato de potássio

Norma tem por objetivo garantir a segurança na produção de produtos alimentícios e é reconhecido pela Iniciativa Global da Segurança de Alimentos (GFSI).


A Evonik acaba de receber a certificação FSSC22000 para a planta ´da Evonem Lülsdorf, próximo a Colônia, confirmando os mais altos padrões na produção e embalagem do carbonato de potássio. O Sistema de Certificação de Segurança de Alimentos 22000 é uma norma que tem por objetivo garantir a segurança na produção de produtos alimentícios e é reconhecido pela Iniciativa Global da Segurança de Alimentos (GFSI). A auditoria foi realizada pela Associação Alemã de Certificação de Sistemas de Gestão (DQS, na sigla em alemão).

Como parte dessa auditoria, a planta foi certificada em relação à produção e à embalagem de carbonato de potássio grau alimentar. Além disso, a auditoria também confirma a existência de excelentes condições de armazenamento e documentação completa.

Todos os esforços envolvidos na auditoria valeram a pena, confirma Alexander Weber, responsável pelo Marketing na Evonik Functional Solutions: “Nós já tínhamos experiência com a certificação FSSC do BIKA (bicarbonato de potássio), o que nos ajudou na auditoria do carbonato de potássio”.

Christiane Neels, Market Segment Manager na Evonik: "Com essa certificação, estamos reforçando a confiança em nossos processos de fabricação e cadeias de fornecimento. Evonik continua consolidando a sua posição como fornecedor preferencial de carbonato de potássio na indústria global de alimentos”.

O carbonato de potássio, também conhecido como potassa, é usado em diversos produtos alimentícios. É empregado, por exemplo, no cacau em pó, onde mantém a cor escura e ajuda a reduzir a acidez. Como agente de panificação, permite que pães especiais cresçam e, como dessecante, transforma uvas em passas.